29/05/2024 às 16h40min - Atualizada em 31/05/2024 às 00h00min

RH cita a importância de testes vocacionais na qualificação para o mercado de trabalho

Para Daniela Simões, docente de Recursos Humanos da Unime Anhanguera, em geral, na contratação são analisados cinco aspectos de cada estudante: o perfil psicológico, as preferências pessoais, as habilidades naturais, os objetivos e a personalidade

DEIWERSON DAMASCENO
Divulgação
Mês de maio é marcado pelo Dia do Vestibulando, data que reconhece os esforços dos estudantes dedicados ao processo de preparação para os exames de acesso ao ensino superior público e privado, período que coincide com o ingresso no mercado de trabalho
 

De acordo com dados recentes do observatório “Futuro do Mundo do Trabalho para as Juventudes Brasileiras”, realizado por um conjunto de organizações da sociedade civil, mais da metade dos jovens do país (58,8%) acredita que é difícil encontrar cursos sintonizados com as vagas existentes no mercado de trabalho, o que provoca o afastamento do público de oportunidades.
 

Ainda entre os jovens que estão prestes a entrar no ensino superior, há um outro dilema que pode atrapalhar o ingresso rápido no mercado de trabalho: a dúvida sobre qual curso escolher. Para a professora Daniela Simões, do curso de Recursos Humanos da Faculdade Unime Anhanguera de Salvador, uma alternativa a fim de contribuir com a agilidade de processos, tomada de decisões e em qualificação profissional, é a realização de testes vocacionais.
 

“Com eles, é possível considerar quais são as formações com projeção de crescimento nos próximos anos. A partir dessa análise, é possível traçar metas e escolher temáticas que se encaixam nos gostos pessoais de cada um e, consequentemente, escolher áreas e se qualificar, torna-se muito mais prazeroso”, indica.

Para Daniela, a realização de testes vocacionais contribui para que cada um consiga descobrir suas aptidões espontâneas com base em uma avaliação da personalidade do aluno e análise das possibilidades de emprego no momento. Segundo a especialista, existem diversas modalidades para realizar a orientação vocacional e, em geral, são analisados cinco aspectos de cada estudante: o perfil psicológico, as preferências pessoais, as habilidades naturais, os objetivos e a personalidade. 

“O exame acontece por meio de entrevistas e testes para identificar os níveis de interesse em assuntos variados, além das formas de raciocínio e de memória dos alunos que podem ser aproveitadas em diferentes carreiras”, conta.

 
Novos rumos
Mesmo com uma grande gama nas possibilidades, as novas oportunidades de empregabilidade continuam a surgir. Ainda de acordo com o levantamento da pesquisa “Futuro do Mundo”, as profissões relacionadas à saúde, como Enfermagem, Fisioterapia e Medicina, continuam em alta nas demandas do mercado. Os campos da economia criativa (atividades artísticas e culturais), da economia verde (soluções para o meio ambiente e empresas) e da economia digital (processamento de dados, programação e inteligência artificial) têm ascensão para o futuro.
 

Como recomenda a docente da Unime Anhanguera, entrar em contato com as instituições de ensino superior e realizar testes vocacionais é a maneira mais eficiente de conhecer as opções de carreiras mais promissoras. “Esse processo contribui para a reaproximação de jovens do trabalho formal e diminuir as taxas de desemprego entre pessoas com menos de 30 anos”, ressalta.

Confira o teste vocacional da Faculdade Unime Anhanguera e veja com qual carreira você se identifica. Clique aqui.


Sobre a Anhanguera      
Fundada em 1994, a Anhanguera faz parte da vida de milhares de alunos, oferecendo educação de qualidade e conteúdo compatível com as necessidades do mercado de trabalho, em seus cursos de graduação, pós-graduação e extensão, presenciais ou a distância. Em 2023, passou a ser a principal marca de ensino superior da Cogna Educação, com o processo de unificação das instituições, visando o conceito lifelong learning, no qual proporciona acesso à educação em todas as fases da jornada do aluno. 
A instituição ampliou seu portfólio, disponibilizando novas opções para cursos Livres; preparatórios, com destaque para o Intensivo OAB (Ordem dos Advogados do Brasil); profissionalizantes, nas mais diversas áreas de atuação; EJA (Educação de Jovens e Adultos) e técnicos. 
Com grande penetração no Brasil, a Anhanguera está presente em todas as regiões com 112 unidades próprias e 1.398 polos em todo o país. A instituição presta inúmeros serviços à população por meio das Clínicas-Escola, na área de Saúde e Núcleos de Práticas Jurídicas, locais em que os acadêmicos desenvolvem os estudos práticos. Focada na excelência da integração entre ensino, pesquisa e extensão, a Anhanguera tem em seu DNA a preocupação em compartilhar o conhecimento com a sociedade também por meio de projetos e ações sociais.   
Acesse o site e o blog para mais informações.    

 
Assessoria de Imprensa  
Deiwerson Damasceno 
E-mail: [email protected] 
Telefone: +55 11 98455-3620 
 

Notícia distribuída pela saladanoticia.com.br. A Plataforma e Veículo não são responsáveis pelo conteúdo publicado, estes são assumidos pelo Autor(a):
DEIWERSON DAMASCENO DOS SANTOS
[email protected]


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://portalg7.com.br/.