29/05/2024 às 10h59min - Atualizada em 29/05/2024 às 20h01min

Caso Caetano Veloso: Advogado trabalhista comenta possível desdobramento da ação do artista com ex-funcionária

Dr. Márcio Coelho, alerta que acusações como roubo e furto devem ser provados legalmente para ação ter validade

MáRCIA STIVAL ASSESSORIA
Caetano Veloso - créditos Fernando Young

Na última semana, uma polêmica se abateu sobre um dos maiores nomes da MPB, o cantor Caetano Veloso. O músico foi envolvido numa ação trabalhista com pedido de indenização e verbas rescisórias que somam R$ 2,6 milhões de uma ex-funcionária que trabalhou com o cantor de 2002 até este ano, 2024, quando foi demitida por justa causa sob acusações que envolvem furto de objetos e dinheiro.

 

O advogado trabalhista, Dr. Márcio Coelho, explica que é necessário que as acusações sejam comprovadas perante a lei: “Nesta situação, cabe a quem acusa provar os fatos que levaram à dispensa da empregada. Normalmente em casos assemelhados, a prova desses fatos é bem difícil, tudo o que se tem são indícios, já que na maioria das vezes são atos dissimulados, de difícil constatação, salvo a existência de gravação de vídeo ou testemunhas.”, explica o especialista.

 

Quando não existem meios legais para corroborar tal acusação, é comum que a parte incriminada peça indenização por danos morais, mas acabam chegando em um meio termo: “Costumeiramente, nesses casos, as partes terminam por fazer um acordo judicial exatamente em função da imprevisibilidade do resultado. Mesmo que não seja o desfecho desejado para um ou ambos os lados, pode ser a melhor solução para evitar que o desgaste se prolongue.”, afirma Dr. Márcio.

 

Dr. Márcio Coelho atua nas áreas trabalhista e previdenciária há mais de 40 anos. Durante sua carreira, foi Presidente da Comissão de Acidentes do Trabalho da OAB-SP e é Conselheiro do Instituto Arnaldo Faria de Sá.


Notícia distribuída pela saladanoticia.com.br. A Plataforma e Veículo não são responsáveis pelo conteúdo publicado, estes são assumidos pelo Autor(a):
MARCIA ROSANE STIVAL
[email protected]


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://portalg7.com.br/.