29/05/2024 às 12h28min - Atualizada em 29/05/2024 às 12h28min

Programa ‘Moda Preta’ vai selecionar 20 pequenos negócios de BH e Região Metropolitana

Iniciativa do Sebrae Minas tem o objetivo de fomentar o empreendedorismo e promover a diversidade e inclusão no mercado da moda

- bheventos.com.br
Foto: Divulgação

No Brasil, mais de 15 milhões de donos de negócios se autodeclaram pretos ou pardos, representando cerca de 52% do total de pessoas que tem um empreendimento no país, de acordo com levantamento do Sebrae com base nos dados da Pnad (2º Tri/2023). Apesar de serem maioria dos empreendedores brasileiros, os empresários negros conseguem menos empréstimos bancários (44%), que os brancos (57%).

Para impulsionar o crescimento e o sucesso de empreendedores negros na indústria da moda, e valorizar símbolos e elementos culturais com fatores de diferenciação e empoderamento no mercado, o Sebrae Minas criou o Programa ‘Moda Preta’. Interessados em participar da iniciativa poderão se inscrever neste link até o dia 3 de junho.

O ‘Moda Preta’ é um programa piloto no estado e vai oferecer capacitação e suporte empresarial a 20 pessoas negras de Belo Horizonte e Região Metropolitana, que estão no comando de um negócio no segmento da moda.

Para participar o empreendimento deve ser formalizado e faturar até R$ 4,8 milhões por ano. Também devem atuar em atividades relacionadas a confecção de vestuário, moda íntima, acessórios, calçados, bijuterias e joias inspirados em temas que celebram a herança africana e combinam elementos tradicionais da cultura com design contemporâneo.

 

“Mais que um programa, o ‘Moda Preta’ é um movimento para promover a identidade, a diversidade e a resistência cultural dos afrodescendentes no segmento. Mais do que isso, queremos estimular e preparar as pessoas negras que estão no comando dos negócios neste setor para que desenvolvam ainda mais seu perfil empreendedor, tornando seus negócios mais competitivos no mercado, sem perder a essência de suas origens”, afirma o presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae Minas, Marcelo de Souza e Silva.

A iniciativa começa em junho e terá duração de três meses. Neste período os participantes passarão por uma jornada de conhecimento e receberão consultorias tendo como base a metodologia Ubuntu, técnica que avalia cenários e aspectos socioeconômicos e etnográficos do negócio, traçando indicadores sociais e culturais específicos para identificar ameaças e oportunidades.

“Essa metodologia reúne diversas técnicas e ferramentas alinhadas às mais recentes transformações dos processos de gestão de negócios de moda, propiciando o desenvolvimento de empreendimentos inovadores, sustentáveis e socialmente conscientes para o futuro do setor”, explica Marcelo Silva.

Haverá ainda orientações e consultorias individuais sobre a construção colaborativa dos negócios, nichos afroculturais, design decolonial, iconografia pessoal e painel semântico. Os participantes também irão aprender a desenvolver um modelo de negócio com uma proposta de valor, elaborar planejamento para criação de novas coleções e estabelecer indicadores para a aplicação de métricas de mensuração de resultados e performance do negócio.

O Programa ‘Moda Preta’ faz parte do Integra Moda, um conjunto de estratégias do Sebrae Minas para incentivar o empreendedorismo no setor e fortalecer a cadeia produtiva da moda em Minas Gerais.

SERVIÇO: Programa Moda Preta
Inscrições até 3 de junho pelo link: https://loja.sebraemg.com.br/detalhes/122746
Duração: junho a setembro
Investimento: R$ 500,00
Atividades presenciais e online


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://portalg7.com.br/.