27/05/2024 às 09h18min - Atualizada em 29/05/2024 às 00h00min

A importância da atividade física na prevenção e na recuperação de casos de câncer

Projeção indica que o Brasil terá aumento de 98,6% de mortes pela doença até 2050

FERNANDA SENE
Divulgação Fórmula

A vida moderna é repleta de facilidades e muitas delas podem prejudicar a saúde lentamente. Comida congelada, excesso de açúcar, frituras, consumo exagerado de refrigerantes e bebidas alcoólicas. O sobrepeso e a obesidade são comuns em todo o mundo, os números demonstram que mais de 60% da população adulta tem sobrepeso ou é obesa.

É notório que a prática de atividade física é importante em todas as fases da vida e nunca é tarde para começar. “Cerca de 30% dos adultos em todo o mundo não seguem a recomendação da OMS de fazer 150 minutos de atividade moderada, ou seja, 30 minutos por dia, cinco vezes por semana. Mudar o cardápio é fundamental para que a mudança seja real. A reeducação alimentar e a atividade física fazem toda a diferença para ter um novo estilo de vida”, afirma Eduardo Netto, diretor técnico da Bodytech Company.

Não há dúvidas de que o câncer é um enorme desafio à saúde pública e que exige foco em ações emergenciais de prevenção e controle. Os constantes avanços na medicina permitem a possibilidade de tratamentos extremamente eficazes, que envolvem desde a remoção do tumor até o uso de drogas de quimioterapia ou radiação com o objetivo de liquidar as células cancerígenas. Infelizmente, a ação desses tipos de tratamento também afeta as células saudáveis, provocando efeitos secundários relevantes, como, perda de cabelo, diminuição da imunidade e até efeitos que repercutem diretamente na nossa capacidade de viver com qualidade.

O levantamento realizado pela Agência Internacional de Pesquisa de Câncer (IARC) mostra que os casos e mortes causadas pelo câncer continuaram crescendo. O Brasil poderá registrar cerca de 554 mil mortes até 2050, um aumento de 98,6% em comparação aos óbitos ocorridos em 2022 que foram 279 mil.

Ainda segundo a projeção realizada pela agência, o país deve registrar 1,15 milhão de novos casos em 2050, um valor de 83,5% mais do que a incidência de 2022 que foi de 627 mil. A pesquisa realizada pela IARC foi feita em 115 países e se baseou em dados de 2022 que mostram que a incidência e mortalidade por câncer continuará crescendo.

O estudo realizado pelo Observatório Global de Câncer mostra que o câncer de pulmão foi o mais comum em todo o mundo, com 2,5 milhões de novos casos, esses números representam 12,4% do total de casos. O câncer de mama feminino ficou em segundo lugar, com 2,3 milhões de caso (11,6%), sendo seguido por câncer colorretal com 1,9 milhões de casos (9,6%), o câncer de próstata com 1,5 milhão (7,34) e câncer de estômago com 970 mil (40,9%).

Segundo o Instituto Nacional do Câncer dos Estados Unidos, de 72% a 95% dos pacientes que recebem tratamento apresentam aumento nos níveis de fadiga, resultando em diminuição significativa da capacidade funcional e perda da qualidade de vida e produção diária. Apresentam também dificuldades na respiração, na digestão dos alimentos e até mesmo na vida sexual, entre outros transtornos.

A prática regular de exercício físico de forma estruturada e com a devida orientação pode reverter esse quadro, seja na melhoria da qualidade de vida do paciente ou na tolerância aos diversos tratamentos. Há evidências de que a atividade física pode ser benéfica em três formas de gerir o câncer e seus sintomas:

v Combinado a práticas de estilo de vida saudável, o exercício físico parece prevenir certos tipos de cânceres – os casos da doença ocorrem com menor frequência em pessoas fisicamente ativas;

v Para quem já está sob tratamento, o exercício beneficia a função física e alivia a fadiga, as náuseas e a depressão. A prática regular de exercício físico ajuda no controle de hormônios que estimulam a propagação das células cancerígenas;

v O exercício permite que as pessoas recuperem suas funções físicas e retornem a um estilo de vida mais saudável e ativo.

Do ponto de vista científico, embora a relação entre atividade física e câncer não esteja definitivamente esclarecida, as informações disponíveis são extremamente contundentes e nos permitem afirmar que todas as pessoas diagnosticadas com alguns tipos de câncer devem investir na prática regular de exercícios com a mesma energia e dedicação com que enfrentam cirurgias e demais formas de tratamentos.

 Os benefícios estão relacionados aos seguintes fatores:

v Estímulo dos receptores de insulina e nas células que combatem o câncer;

v Melhoria na função do sistema imunológico;

v Aceleração no metabolismo do ácido ascórbico;

v Redução da formação e evolução de tumores cancerígenos;

v Regulação dos radicais livres;

v Melhoria no funcionamento do aparelho intestinal, da autoestima, do humor e da qualidade de vida.

Superação: conheça a história de Ísis Dianez

Receber o diagnóstico de câncer causa um turbilhão de sentimentos, insegurança e medo. Para a Isis não foi diferente ao ouvir do médico que seus exames revelaram um câncer de mama. “A notícia me deixou triste, mas ao mesmo tempo, fiquei muito otimista, dizendo que iria me tratar e tudo iria passar. Meu sentimento era de alegria, sentia no meu coração que Deus tinha o melhor pra mim, nunca perguntei por que estava passando por isso, e sim pra quê. Com a minha fé e determinação fui me fortalecendo a cada dia. O processo do tratamento não é fácil, porém não é impossível, com o apoio da família, orientação médica, nutricionista, academia e um profissional me acompanhando: personal David, graças a ele, fui orientada durante todo o meu tratamento. Tudo isso me deu a possibilidade de fortalecer tanto fisicamente quanto mentalmente”, relata Isis Dianez.

O personal que acompanha a Isis há quatro anos falou sobre a força e a determinação da sua aluna. “Ela é uma mulher forte, dedicada a tudo que faz na vida, uma pessoa que transmite paz e que é ótimo de se conviver. A Isis já era minha aluna antes de descobrir o câncer. Poder ajudar e estar ao lado dela neste momento proporciona um sentimento de realização. Quando entrei para a faculdade, o meu maior objetivo era fazer diferença na vida das pessoas, contribuir de maneira direta na saúde e bem-estar dos meus alunos. Ela é a prova de que nós profissionais de Educação Física podemos contribuir demais com a saúde da população”, pontua David Rocha, personal trainer na Fórmula Pantanal.

O exercício físico funciona como uma terapia complementar ao tratamento medicamentoso e permite que o corpo consiga suportar com mais eficiência os efeitos colaterais inerentes ao difícil tratamento de quimio e radioterapia. Os níveis de força e capacidade cardiorrespiratória permitem que ela tenha uma vida normal no dia a dia, trocando em miúdos, o exercício garante a ela capacidade de suportar o tratamento.

“Meu recado para quem está passando por essa situação é: tenha força, fé e determinação. Estes são os pilares que coloquei como foco nessa fase de oito meses de tratamento. Hoje, eu sei que tenho o hoje e o amanhã pertence a Deus”, comemora Dianez.

 Solidariedade das redes sociais para a academia

Tudo começou com um post nas redes sociais. A gerente da academia Fórmula Pantanal, Vanessa Faria, fez contato com o Hospital de Câncer após ver um anúncio no Instagram. A instituição estava pedindo doações de chás claros, o item é utilizado em grande quantidade no pós-cirúrgico. Os pacientes que passam por grandes cirurgias e permanecem em dieta líquida para dar início a reintrodução alimentar.

Os chás mais utilizados são: erva-doce, cidreira e camomila, eles auxiliam em sintomas gastrointestinais como gases, má digestão, náuseas e vômitos. Tais sintomas são frequentes durante a quimioterapia e radioterapia. Os chás também auxiliam na indução do sono e na redução da ansiedade.

“Após entender a importância dos chás na rotina de um paciente com câncer, imediatamente lançamos a campanha para sensibilizar e engajar nossos alunos e graças a Deus foi um sucesso! Estendemos a arrecadação para outra unidade, a Fórmula 3 Américas. Juntas arrecadamos muitas caixas de chás. Sabemos que o tratamento contra o câncer pode ser desafiador, tanto fisicamente quanto emocionalmente. Acreditamos que essa união de esforços nos fortalece e nos enche de esperança já que somos multiplicadores e juntos, podemos ajudar muitas pessoas a ter um futuro mais confortável e feliz. A nossa missão é transformar vidas através do movimento”, comemora Fernanda Campos, proprietária da Fórmula Pantanal.


Notícia distribuída pela saladanoticia.com.br. A Plataforma e Veículo não são responsáveis pelo conteúdo publicado, estes são assumidos pelo Autor(a):
PATRICIA FERNANDA DE SENE
[email protected]


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://portalg7.com.br/.