28/05/2024 às 11h46min - Atualizada em 28/05/2024 às 11h46min

Belo-horizontinos pagaram mais de R$ 2,3 bilhões de impostos em 2024

A quantia paga pelos contribuintes de BH possibilitaria a compra de 4.540 apartamentos na capital mineira no valor de R$ 517 mil

- Estado de Minas
Valor de impostos pagos por belo-horizontinos em 2024 daria para comprar mais de 3 milhões de cestas básicas crédito: joão geraldo borges junior pixabay

A população de Belo Horizonte pagou, de 1° de janeiro até 24 de maio de 2024, um total de R$ 2,351 bilhões em impostos. Os números são do Impostômetro do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT) e da Associação Comercial de São Paulo (ACSP).

Com esse valor, seria possível adquirir cerca de 3,3 milhões de cestas básicas, ao valor atual de R$ 712,51, afirma o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Também seria possível comprar 31.940 unidades de um carro zero quilômetro, ano 2024, modelo Argo 1.0 6V Flex, no valor de R$ 73.605, de acordo com a Tabela Fipe.

A quantia paga pelos contribuintes de BH também possibilitaria a aquisição de 4.540 apartamentos na capital mineira no valor de R$ 517 mil, média dos imóveis na capital mineira ao longo de 2023, segundo o Sindicato das Empresas do Mercado Imobiliário de Minas Gerais (Secovi/MG).

Essas comparações revelam a dimensão dos valores pagos em impostos pelos cidadãos em todo o país, é o que aponta presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH), Marcelo de Souza e Silva. De acordo com ele, esse sistema tributário é pouco efetivo e oprime o poder de compra das famílias, assim como limita o crescimento de empresas e empreendedores

Dia de imposto livre
O Dia Livre de Impostos (DLI) será realizado em todo o país no dia 6 de junho. Na ação, milhares de produtos serão comercializados sem a incidência tributária. Com isso, alguns produtos podem ter o valor reduzido em até 70%.

“O DLI é um grito de socorro da população, de empresários e de empreendedores que não aguentam mais arcar com tantos tributos e não serem minimamente ressarcidos. Para se ter ideia, uma pequena empresa paga, no mínimo, oito impostos por mês. Já o cidadão é impactado com, pelo menos, cinco tributos e precisa trabalhar, em média, 150 dias por ano apenas para pagá-los. É algo que sufoca e impede um crescimento econômico”, afirma o dirigente.


Em Belo Horizonte, mais de mil lojas vão participar da ação. São estabelecimentos dos segmentos alimentício, farmacêutico, dormitório, vestuário, óptico, artigos para festa, calçados, material de construção, móveis e combustíveis.

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://portalg7.com.br/.