22/05/2024 às 10h34min - Atualizada em 23/05/2024 às 00h00min

FIL abre inscrições para campeonato regional de Slam

Verbo Nostro
https://www.instagram.com/verbonostro/
divulgação
Está aberto e segue até o dia 10 de junho, o período de inscrições para o Slam 016 - Edição Especial 23ª Feira Internacional do Livro de Ribeirão Preto (FIL). A competição de poesia falada ganha espaço de destaque nesta edição da Feira e é realizada pela Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto, em parceria com o Instituto Abayomi de Direitos Humanos - Coletivo Abayomi. A final acontece no dia 7 de agosto (quarta-feira, 20h), no Theatro Pedro II, e terá a participação especial de Roberta Estrela D’Alva como Mestre de Cerimônia. Nome feminino central do slam brasileiro, Roberta é poeta, atriz, pesquisadora cultural, pioneira do movimento da poesia falada no Brasil e ganhadora de vários prêmios nacionais e internacionais como slammer. As inscrições devem ser feitas pelo link: 

Podem participar do campeonato coletivos de slam presentes em cidades da macrorregião de Ribeirão Preto (código telefônico 016), com temas e estilos livres e sem limite de idade mínima ou máxima.O Slam 016 terá seletivas dentro de cada organização para escolha de dois slammers (campeão e vice) que irão representar o coletivo na final que acontece no Theatro Pedro II, durante a FIL. 

Na primeira etapa, os slammers batalham entre si e os seis primeiros colocados seguem adiante na competição. Na segunda fase, esses selecionados voltam a se apresentar e os quatro melhores pontuados vão para a final. Em todas as etapas haverá rodada de desempate caso coincidam as notas entre dois ou mais participantes.

Júri na plateia
Os cinco jurados que vão avaliar e dar notas às apresentações dos slammers serão definidos na hora do evento, com pessoas do público que se dispuserem a participar. Os voluntários serão orientados sobre os critérios de avaliação e darão notas entre zero e 10. “Na competição de slam, o que vale e importa é a poesia e o quanto ela atinge e dialoga com o público. A forma como a poesia conversa com aspectos da subjetividade do jurado que é levado em consideração. Originalidade e fluência também contam pontos”, explica Luís Henrique Batista dos Santos, responsável pela frente de Slam e Batalha do Coletivo Abayomi.

A organização do Slam 016 alerta que a responsabilidade pelas seletivas é de cada coletivo, que deverá comprovar a realização desta etapa com fotos, vídeos e publicações de mídia nas redes do campeonato (@016slam), da Fundação do Livro (@fundacaolivrorp) e do Coletivo Abayomi (@coleivoabayomi_rp). Também é importante que os grupos garantam representatividade de mulheres, negros, pessoas com deficiência e população LGBTQIAP+. 

A primeira seletiva aconteceu no dia 17 de maio, no Sesc Ribeirão Preto (Quintal), com o grupo Slam Travessia.

Autoralidade
Outra regra importante a ser observada para inscrição no campeonato Slam 016 é que as poesias precisam ser autorais e não podem ultrapassar três minutos. Figurino, cenário e acompanhamento musical estão vetados, mas é permitido sample (trecho de música ou poesia conhecidas), em até 15% da apresentação, e leitura da poesia em papel ou celular. Dúvidas podem ser esclarecidas pelo e-mail [email protected]. O regimento do Slam 016 está disponível no link: 
 

Sobre a FIL
A FIL (Feira Internacional do Livro de Ribeirão Preto) que, há quatro anos tornou-se internacional, acontece de 1 a 11 de agosto deste ano, com abertura oficial na quinta-feira, dia 1º). 
Nesta 23ª edição serão homenageados os escritores Ferreira Gullar (in memoriam) e Carlos Assumpção, Sueli Carneiro (autora educação), Janaina Tokitaka (autora infantojuvenil), Perce Polegatto (autor ribeirão-pretano) e Jorge Lima (patrono). O evento acontecerá de forma presencial em diversos locais simultâneos: Praça XV de Novembro, Theatro Pedro II, Centro Cultural Palace, Biblioteca Sinhá Junqueira, Teatro Municipal e outros.

Sobre a Fundação
A Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto é uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos, responsável pela realização da Feira Internacional do Livro da cidade, hoje considerada a segunda maior feira a céu aberto do país e também por feiras em municípios do interior paulista.

Com uma trajetória sólida, projeção nacional e agora internacional, a entidade estabeleceu sua experiência no setor cultural e, atualmente, além da feira, realiza muitos outros projetos ligados ao universo do livro e da leitura, com calendário de atividades durante todo o ano. A Fundação do Livro e Leitura se mantém com o apoio de mantenedores e patrocinadores, com recursos diretos e advindos das leis de incentivo, em especial do Pronac e do ProAc.

 

Notícia distribuída pela saladanoticia.com.br. A Plataforma e Veículo não são responsáveis pelo conteúdo publicado, estes são assumidos pelo Autor(a):
VALTER JOSSI WAGNER
[email protected]


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://portalg7.com.br/.