21/05/2024 às 09h11min - Atualizada em 22/05/2024 às 04h00min

Aprimore sua escrita: 5 dicas para integrar assuntos factuais na redação do Enem

Leonardo Baroni, analista pedagógico da Redação Nota 1000, traz orientações para utilizar os assuntos factuais da melhor forma na redação do Enem

JULIA VITORAZZO
Freepik

A data para a aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano, que acontecerá nos dias 3 e 10 de novembro, foi anunciada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), e estudantes de todo o Brasil se preparam para enfrentar não apenas as questões objetivas, mas também a temida redação, que tem sua nota como determinante para alcançar um bom resultado na prova. Uma das estratégias fundamentais para uma boa pontuação na prova de redação é a habilidade de integrar assuntos factuais de forma eficaz em seu texto.   

A Competência II do exame avalia quesitos como a estrutura básica de introdução, desenvolvimento e conclusão. E, para conquistar a pontuação máxima, você precisa apresentar um repertório factual pertinente, legitimado e bem utilizado no texto. Isso demonstra o seu conhecimento aprofundado sobre o tema e a sua capacidade de construir argumentos sólidos. 

Este repertório, que não é fornecido nos textos motivadores, traz uma série de benefícios para a construção de sua argumentação. Ao apresentar informações específicas e adequadas ao tema, o aluno demonstra domínio sobre o assunto. Por exemplo, no tema do ano de 2022 - “Desafios para a valorização de comunidades e povos tradicionais no Brasil”, os estudantes poderiam utilizar na composição do texto informações atuais, como a situação da falta de segurança na sede da Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai), para enriquecer seus argumentos. 

Para se manter atualizado sobre os temas relevantes, você deve recorrer a fontes de informação confiáveis. Neste sentido, Leonardo Baroni, analista pedagógico da Redação Nota 1000, indica a leitura de jornais de alta circulação e podcasts de pessoas reconhecidas. Outra dica dada pelo analista é a de verificar a veracidade das informações, principalmente ao utilizar redes sociais, selecionando criteriosamente as fontes. 

Mas como integrar de forma natural e orgânica os assuntos factuais na redação? 

Primeiramente é essencial ler, analisar e compreender tanto a proposta quanto a frase temática. Em seguida, durante o planejamento do texto, é crucial analisar se é possível integrar um conhecimento de assunto factual na prova. “É muito importante que esse repertório esteja bem relacionado com o que está sendo abordado pelo tema da redação, ou seja, o aluno deve “forçar” um repertório factual em uma redação que não trata propriamente sobre um conhecimento de mundo que não encaixa na situação”, explica Leonardo.  

É fundamental não apenas acompanhar os temas em destaque, mas também saber relacioná-los de forma eficaz às diferentes temáticas e argumentações. Por conta deste contexto, o especialista separou 5 dicas sobre como usar assuntos factuais na redação. Confira:  

  • Realize pesquisas em fontes confiáveis - Busque informações em fontes de notícias respeitáveis e garanta a atualidade e veracidade dos fatos para uma integração correta no texto; 

  • Contextualize os fatos atuais - Forneça uma breve explicação do contexto para que o leitor compreenda sua importância e relevância para o tema abordado; 

  • Conecte-se ao tema principal - Ao integrar os fatos atuais no texto, é essencial garantir que estejam diretamente relacionados ao tópico principal da tese da redação, assegurando assim um uso produtivo dos repertórios; 

  • Seja crítico - Não basta apenas relatar os fatos, é necessário analisar suas implicações e impactos, fornecendo argumentações sólidas em vez de apenas expor os dados; 

  • Aborde diferentes perspectivas - Esse é um ponto necessário para uma compreensão abrangente do tema. Apresente diversas visões sobre o fato atual, evitando assim qualquer viés na redação. 

 

Redação Nota 1000: Em operação desde 2014, a Redação Nota 1000 é a maior plataforma de prática e correção de redações do Brasil. Primeira ferramenta a oferecer correção de redações online, a empresa já atendeu mais de 2 milhões de alunos e cerca de 3,5 mil escolas, entre renomadas instituições educacionais do país e já soma mais de 6.8 milhões de redações corrigidas. Atualmente, a ferramenta compõe o portfólio de marcas e soluções oferecidas pela Somos Educação. 

 

 

 

 

 


Notícia distribuída pela saladanoticia.com.br. A Plataforma e Veículo não são responsáveis pelo conteúdo publicado, estes são assumidos pelo Autor(a):
Julia Vitorazzo
[email protected]


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://portalg7.com.br/.