21/05/2024 às 07h26min - Atualizada em 22/05/2024 às 00h01min

Do Direito à Confeitaria: A Transformação de Ana Lucia Varela Através da Arte Culinária

Uma Jornada de Resiliência e Superação na Confeitaria Artesanal

LALA EVAN
Arquivo pessoal Ana Lucia Varela

Ana Lucia Varela, advogada e confeiteira artesanal, encontrou na produção de doces uma forma de espalhar felicidade e alcançar realização profissional. Em um relato inspirador, ela compartilha sua trajetória e os obstáculos enfrentados, especialmente durante um período de grave catástrofe ambiental no Rio Grande do Sul.

Da Advocacia à Confeitaria Artesanal

Ana, ainda atuando como advogada, descobriu a confeitaria como um refúgio para desestressar. Formada em direito, ela sempre buscou atividades manuais para relaxar. Em 2017, começou a produzir biscoitos decorados como presentes, e logo a demanda pelos seus produtos cresceu. "Eu queria trazer felicidade e sentir essa felicidade no que fazia. Isso me faltava, por isso me dediquei à confeitaria", explica Ana.

O Papel Essencial da Mentoria

A mentoria de Jucy Freitas foi fundamental na jornada de Ana. Com a orientação de Jucy, Ana conseguiu posicionar sua marca no mercado e precificar adequadamente seus produtos. "O artesanal não é simples ou desorganizado. Precisei de orientação para dar uma aparência de sofisticação e organização ao meu trabalho. A troca de experiências com outras mulheres empreendedoras e o suporte da Jucy foram essenciais para meu fortalecimento", destaca Ana.

Superando Preconceitos e Desafios

Ana enfrentou muitos questionamentos sobre sua decisão de mudar de carreira. "Muitos amigos perguntaram se eu tinha certeza do que estava fazendo. Mas, para mim, era uma escolha clara. Eu amo o que faço e isso é fundamental para o sucesso", afirma Ana com confiança.

Uma História de Realização

Atualmente, Ana Varela e seu marido, Valter Corso, gerenciam com sucesso a empresa 'Fio D'ouro', fundada em 2012 e especializada em doces à base de ovos, sem glúten e sem lactose. A loja, localizada na casa histórica da família, oferece um ambiente acolhedor onde os clientes podem desfrutar dos produtos. "O sucesso, para mim, é gostar do que faço. Encontrei na confeitaria uma forma de unir meu conhecimento e minha paixão pela arte, e isso tem sido muito gratificante", reflete nossa empreendedora.

Os Desafios das Catástrofes Naturais

Entretanto, nem tudo é fácil no caminho do empreendedorismo. Recentemente, o Rio Grande do Sul foi duramente atingido por temporais, causando deslizamentos e destruição de cidades. Ana descreveu a gravidade da situação, mencionando o bairro Galope, perto de Caxias do Sul, que foi quase totalmente destruído. Mesmo não vivendo diretamente nesse cenário, os efeitos psicológicos e nas operações de sua empresa são inevitáveis, com dificuldades em obter insumos e gás para produção. Ela destaca a importância da solidariedade imediata e a preocupação com o futuro das pessoas desabrigadas. "O verdadeiro desafio será daqui a 30 ou 60 dias, quando essas pessoas precisarão de uma nova moradia", alerta Ana, sublinhando a necessidade de apoio contínuo e organizado.

Uma Mensagem de Resiliência

Para as mulheres em momentos de indecisão profissional ou enfrentando preconceitos, Ana oferece uma mensagem de encorajamento: "Acredite em si mesma e mostre ao mundo que é possível, mesmo em momentos em que parece que fazer festas é um contrassenso, porque o que vale é persistir e fazer tudo com amor."


 

Notícia distribuída pela saladanoticia.com.br. A Plataforma e Veículo não são responsáveis pelo conteúdo publicado, estes são assumidos pelo Autor(a):
ALAIDE EVANGELISTA DA SILVA
[email protected]


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://portalg7.com.br/.