06/05/2024 às 11h27min - Atualizada em 07/05/2024 às 04h00min

Dia Nacional da Matemática Como combater a ‘matofobia’ e formar novos talentos matemáticos no Brasil

De acordo com o Pisa 2022, 7 em cada 10 estudantes brasileiros de 15 anos não aprenderam o mínimo esperado sobre Matemática; influenciador Daniel Ferretto lista dicas para alunos perderem de vez o medo da disciplina

Luisa de Resende Vieira
Canva

São Paulo, maio de 2024 - No dia 6 de maio, é celebrado o Dia Nacional da Matemática, uma data que busca não apenas reconhecer a importância dessa disciplina, mas também destacar a necessidade urgente de combater a 'matofobia' - o medo irracional da matemática.

"A 'matofobia' é um fenômeno que afeta muitos estudantes e até mesmo profissionais em diversas áreas, prejudicando não apenas seu desempenho acadêmico, mas também limitando suas oportunidades de crescimento e realização pessoal", afirma o influenciador e professor de matemática Daniel Ferretto, fundador da Plataforma Professor Ferretto. "Este medo da matemática pode ter origens diversas, desde experiências negativas na escola até um preconceito que retrata a disciplina como inacessível ou irrelevante para a vida cotidiana", acrescenta.

De acordo com o Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa) 2022, sete a cada dez estudantes brasileiros de 15 anos não aprenderam o mínimo esperado de matemática, e segundo um levantamento feito em 2016 pelo Todos pela Educação, com base na Prova Brasil do mesmo ano, apenas 10,3% dos jovens brasileiros aprendem o esperado em matemática ao concluírem o ensino médio, quando a meta estabelecida pelo movimento era de 20%.

Curiosamente, a dificuldade com a disciplina também já foi um obstáculo para o próprio Ferretto durante a época da escola. “Sempre tive gosto por esportes, e nessa época meu desempenho em matemática era muito ruim”, conta ele. Com persistência, ele superou essa dificuldade e chegou a ser aprovado em um concurso da Polícia Federal, ficando entre os 50 melhores de um total de 11 mil candidatos.

Além disso, é importante destacar as aplicações práticas da matéria em diferentes áreas profissionais, mostrando como ela está intrinsecamente ligada ao nosso dia a dia, “Usamos a Matemática para inúmeras coisas, só não percebemos” complementa o docente. 

Para ajudar a superar a matofobia, o Professor Ferretto separou algumas dicas:

 

Pratique Regularmente

Reserve um tempo específico em sua rotina diária ou semanal para se dedicar à prática de exercícios matemáticos, “Comece com problemas simples que correspondam ao seu nível de habilidade e, gradualmente, avance para desafios mais complexos à medida que se sentir mais confiante” aconselha o docente “Utilize uma variedade de recursos, como livros didáticos, jogos matemáticos, videoaulas disponíveis na internet ou plataformas de ensino como a Plataforma Professor Ferretto para diversificar suas atividades de prática” completo. 

 

Busque Apoio

Não hesite em procurar ajuda quando encontrar dificuldades ou dúvidas em conceitos matemáticos, “Lembre-se de que pedir ajuda não é sinal de fraqueza, mas sim de comprometimento com seu próprio aprendizado” conta Ferretto.

 

Aplique a Matemática na Vida Cotidiana

Esteja atento às oportunidades diárias de aplicar conceitos matemáticos em situações do cotidiano, “Desde calcular trocos em compras até planejar orçamentos domésticos, a matemática está presente em várias atividades rotineiras. Procure integrar o aprendizado de matemática em tarefas práticas, como cozinhar - medir ingredientes -, planejar viagens - calcular distâncias e tempo de viagem - ou até mesmo em atividades de lazer, como jogos de tabuleiro que envolvam estratégia e cálculo” finaliza o docente.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://portalg7.com.br/.