02/05/2024 às 09h24min - Atualizada em 05/05/2024 às 00h01min

Os desafios do inverno na avicultura: impactos no bem-estar das aves e produção de ovos

Isabel Minoli, Gerente de Serviços Veterinários - Reprodutoras da Ceva Saúde Animal Brasil, aborda os desafios impostos pelo inverno na avicultura industrial, destacando efeitos no bem-estar animal e na qualidade da produção

GIRACOM
Giracom Assessoria de Imprensa - Ceva Saúde Animal
Giracom

No contexto das baixas temperaturas características do inverno, a indústria avícola enfrenta significativos desafios para manter a eficiência na produção de ovos e o bem-estar das aves. Isabel Minoli, Gerente de Serviços Veterinários Reprodutoras da Ceva Saúde Animal Brasil, traça um panorama detalhado sobre como o frio poderá afetar as granjas, sustentado por pesquisas e experiências no campo.  

Segundo Minoli, a exposição ao frio obriga as aves a redirecionar energia que seria utilizada na produção de ovos para a manutenção de calor corporal, resultando em uma redução na eficiência alimentar e, consequentemente, na produção e qualidade dos ovos. 

“Quando as aves estão abaixo da sua zona de termoneutralidade, elas não conseguem obter o aporte de energia térmica suficiente, o que compromete o crescimento, a formação de órgãos e a própria produção”, explica Minoli. A especialista destaca ainda que a desidratação, devido à redução no consumo de água, impacta significativamente a função renal, essencial para a absorção de cálcio e a ativação da vitamina D, fundamentais para a qualidade dos ovos. 

Além desses impactos observados, a especialista lembra que o inverno também eleva os riscos de problemas de saúde nas aves. “O estresse causado pelo frio pode provocar uma queda na imunidade das aves, facilitando a entrada de patógenos, principalmente respiratórios”, ressalta Minoli. Podendo esta condição se tornar ainda mais exacerbada por manejos inadequados, como ventilação insuficiente, que acelera a perda de calor corporal e aumenta o estresse térmico. 

Para mitigar esses impactos, Isabel Minoli sugere estratégias de manejo que incluem o incremento calórico estratégico na formulação da ração e um cuidado especial com o ambiente das aves, equilibrando a ventilação e a qualidade da cama, para minimizar os efeitos do frio. Ela também enfatiza a importância de um programa vacinal robusto e o acompanhamento constante por serviços veterinários especializados para manter a saúde e a produtividade das aves em níveis ótimos durante o inverno. 

Fonte: Assessoria de Imprensa Ceva Saúde Animal - Avicultura



Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://portalg7.com.br/.