03/05/2024 às 11h04min - Atualizada em 05/05/2024 às 00h00min

orienteme unifica o poder da tecnologia com olhar e cuidado humano

Plataforma de gestão de saúde corporativa é recomendada por 91% dos usuários

Giovanna Rebelo Alves
orienteme
 

A atenção com a saúde mental no ambiente corporativo tem se tornado uma prioridade de colaboradores e empresas de diversos tamanhos e segmentos. Segundo estudo, a Saúde Mental e o Equilíbrio Emocional é a principal preocupação do RH (30,30%) quando se fala em aumento de eficiência e no uso inteligente de dados para a saúde. 

 

A orienteme, healthtech de gestão de saúde corporativa, é um desses exemplos. Ela surgiu no contexto pandêmico e hoje já possui 91% de recomendação dos usuários da plataforma de atendimento de saúde mental, nutricional e física e desde então já realizou mais de 3 milhões de atendimentos e mensagens trocadas entre pacientes e profissionais de saúde.

 

Com uma interface que une tecnologia, informação e apoio, a empresa acredita que é necessário um balanço entre o suporte tecnológico e o cuidado humano.

 

“A tecnologia desempenha um papel cada vez mais significativo na promoção da saúde, oferecendo acesso a recursos de autoajuda, aplicativos de monitoramento e plataformas de suporte online. No entanto, o cuidado humano continua sendo fundamental, pois oferece empatia, compreensão e conexão genuína”, afirma Daniela Chohfi CGO da orienteme. 

 

Na plataforma, o contexto tecnológico apoia na visão mais unificada e estratégica da saúde, de forma que seja possível acompanhar o comportamento, utilização e evolução das pessoas temporalmente. Com isso, é possível personalizar a jornada dos usuários de forma que contribua para a evolução de cada um.

 

Através de uma parceria com mais de 8 mil psicólogos, nutricionistas e orientadores físicos para o acompanhamento de mais de 1 milhão de vidas, a orienteme avalia os dados, indicadores de saúde e feedbacks de pacientes para tomar as decisões. 

 

“Ao trazer diferentes formatos e modelos de comunicação, incluindo permitir o anonimato, conseguimos chegar com a mensagem final para todos os tipos de cargos e departamentos. Assim é possível agir de forma preventiva e proativa dependendo de comportamentos e apoiando a jornada das pessoas com conteúdos, recursos e com ações”, diz Daniela.

 

Saúde mental 

 

Quando se fala em saúde mental, o assunto engloba cerca de 10% da população mundial que sofre com transtornos mentais, o que corresponderia, aproximadamente, a 720 milhões de pessoas. O Brasil é o país que lidera o ranking de ansiedade e depressão na América Latina, com quase 19 milhões de pessoas com essas condições, de acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS).

 

“Existe um trabalho extenso e detalhado da orienteme para desmistificar o autocuidado como algo a se envergonhar. Trabalhamos de perto com nossos clientes para criar campanhas educativas, que engajem as pessoas e a liderança de forma construtiva, com ações online e presenciais”, finaliza Chohfi.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://portalg7.com.br/.