03/05/2024 às 12h14min - Atualizada em 04/05/2024 às 00h00min

Brasil registra de 4 milhões de casos de dengue; Conheça alimentos que contribuem na recuperação da doença

Número de mortes confirmadas por dengue já chega a 1.937 e 2.345 estão sob investigação

Alan Santana
Freepik
 

O Brasil alcançou uma posição preocupante no combate à dengue, com o registro de 4.127.571 casos prováveis da doença, de acordo com a atualização do Painel de Monitoramento das Arboviroses do Ministério da Saúde.

 

Esses números alarmantes posicionam o ano de 2024 com o maior patamar da doença neste século, o pior desde o início do registro sistematizado dos casos, em 2000. Além disso, o número de mortes confirmadas por dengue já chega a 1.937, e 2.345 estão sob investigação.

 

Essa situação reacende o alerta sobre a necessidade contínua de combate ao mosquito Aedes aegypti, vetor transmissor da doença, e sobre a importância da conscientização da população em relação às medidas preventivas. É crucial que a população esteja atenta aos sintomas da dengue e tome medidas imediatas em caso de suspeita da doença. 

 

A dengue pode progredir rapidamente e, em casos graves, pode levar a complicações sérias e até mesmo à morte. Portanto, reconhecer os sintomas precocemente e buscar assistência médica imediata são essenciais para um tratamento adequado e uma recuperação mais rápida.

 

Os cinco principais sintomas da dengue são:

 

Febre alta:

A febre é um dos sintomas mais característicos da dengue. Ela pode surgir de repente e atingir temperaturas acima de 38,5°C. A febre alta geralmente é acompanhada de outros sintomas, como dores no corpo e dor de cabeça.

 

Dores no corpo:

Dores musculares e nas articulações são comuns na dengue e podem ser intensas. Essas dores podem afetar várias partes do corpo e podem ser uma fonte significativa de desconforto para os pacientes.

 

Dor de cabeça intensa:

A dor de cabeça durante a dengue pode ser intensa e persistente. Pode ser uma dor latejante que afeta a parte frontal da cabeça e os olhos, muitas vezes piorando com o movimento dos olhos.

 

Manchas vermelhas na pele:

Outro sintoma comum da dengue são as manchas vermelhas na pele, conhecidas como rash cutâneo. Essas manchas geralmente aparecem alguns dias após o início da febre e podem se espalhar pelo corpo.

 

Sintomas gastrointestinais:

Náuseas, vômitos, dor abdominal e diarreia são sintomas gastrointestinais que podem ocorrer na dengue. Esses sintomas podem contribuir para a desidratação do paciente, especialmente se não forem tratados adequadamente.



 

Na recuperação da dengue, a alimentação desempenha papel crucial. Uma dieta balanceada e rica em nutrientes fortalece o sistema imunológico e promove hidratação. Alimentos facilmente encontrados em supermercados são essenciais nesse processo. É fundamental priorizar uma alimentação saudável para acelerar a recuperação do paciente.

 

Conheça cinco alimentos que podem contribuir significativamente na recuperação da dengue:

 

Frutas cítricas:

As frutas cítricas são conhecidas por serem excelentes fontes de vitamina C, um nutriente essencial para o fortalecimento do sistema imunológico. A vitamina C desempenha um papel fundamental na resposta imune do organismo, estimulando a produção de células de defesa e aumentando a resistência a infecções virais e bacterianas.

 

Água de coco:

Durante a dengue, quando os sintomas podem incluir fraqueza, fadiga e desidratação, a reposição desses eletrólitos é crucial para ajudar o corpo a se recuperar e combater a infecção viral. Além de ajudar na hidratação do corpo, a água de coco é uma excelente fonte de eletrólitos, como potássio e magnésio, que podem ser perdidos durante a febre e os episódios de vômitos causados pela dengue.

 

Aveia:

A aveia é um alimento altamente nutritivo e versátil que pode desempenhar um papel importante na recuperação da dengue. Rica em fibras solúveis, a aveia é conhecida por seus benefícios para a saúde digestiva. Durante a recuperação da dengue, quando o sistema digestivo pode estar sensível e os sintomas como náuseas e desconforto abdominal são comuns, as fibras solúveis da aveia podem ajudar a regular o trânsito intestinal e aliviar esses sintomas.

 

Caldo de galinha:

O caldo de galinha é uma opção reconfortante e nutritiva para pacientes com dengue. Rico em nutrientes e facilmente digerido, ele ajuda a manter a hidratação, especialmente quando o apetite está reduzido. Além disso, contém aminoácidos que auxiliam na recuperação do corpo, proporcionando uma opção reconfortante e benéfica durante a convalescença.

 

Peixes:  

Peixes como salmão, sardinha e atum são ricos em ácidos graxos ômega-3, que têm potentes propriedades anti-inflamatórias. O consumo regular desses peixes pode ajudar a reduzir a inflamação no corpo e a melhorar a saúde cardiovascular.

 

O combate eficaz à dengue exige uma colaboração coletiva e persistente de toda a sociedade. Através de medidas preventivas, diagnóstico precoce e tratamento adequado, podemos reverter esse quadro preocupante e assegurar a saúde de todos.A busca por assistência médica precoce é essencial para um diagnóstico correto e um tratamento eficaz.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://portalg7.com.br/.